Faça a diferença e multiplique!

Como criar artigo acadêmico

Como escrever um artigo científico: 10 dicas essenciais

Confira algumas orientações que podem te ajudar a fazer um artigo acadêmico de sucesso

Por Danilo Moreira

O artigo científico é um formato bastante eficiente de reunir e divulgar dados de sua pesquisa.

Contudo, escrever esse tipo de texto acadêmico, assim como outros que retratam estudos científicos, requer planejamento, disciplina, maturidade, precisão e domínio sobre o assunto a ser abordado.

Por isso, é comum que surjam dúvidas sobre qual é a melhor forma de elaborar o artigo científico para torná-lo atraente, claro e eficaz.

Para te ajudar a escrever bons artigos científicos, a Gênio Criador Editora reuniu algumas dicas abaixo para te ajudar desde a fase de planejamento do artigo científico até sua publicação.

Confira a seguir:

1. Leia sobre o que já foi feito, inclusive no exterior

Antes de começar seu estudo, aliás, elabore um projeto de pesquisa, escolhendo uma pergunta norteadora para a sua investigação.

Cheque diversas publicações acadêmicas da área para entender o que de fato já foi falado especificamente sobre o seu tema.

Na internet, existem vários locais interessantes para pesquisar artigos e outros materiais científicos, como o Google Acadêmico, os Periódicos Capes e o Library Genesis.

No Blog Even3, você pode consultar uma lista com 100 sites para pesquisa acadêmica. Há também os acervos das universidades. Neste caso, é recomendável consultar a Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD).

Ao ler outros trabalhos, procure ver o Resumo, que já te traz uma ideia se vale a pena continuar seguindo a leitura ou não. Mesmo que encontre um artigo com tema muito parecido, você pode achar lacunas (geralmente indicadas na Conclusão), onde você poderá trabalhar em cima e, a partir dali, produzir um novo material.

Converse também com outros profissionais e acadêmicos, pedindo indicações de autores e livros da área que você pode pesquisar.

2. Comece a escrever seu artigo com uma ideia mais completa

Em entrevista ao portal Porvir, o professor de redação científica da Universidade Estadual Paulista (Unesp), Gilson Volpato, recomenda que, antes de começar a escrever, é importante já ter a resposta prévia para algumas perguntas acerca do trabalho:

1) Como surgiu a pesquisa?
2) Onde você chegou?
3) Como chegou nesse caminho e o que faz o público aceitar a sua história?
4) O que isso muda na Ciência?
5) Por que as pessoas se interessariam por isso?

Pensar na resposta para essas questões certamente te ajudará no entendimento do tema e na fluência de escrita do seu artigo acadêmico.

3. Escolha um título coerente e de impacto para o artigo científico

O título é o primeiro contato que leitores possuem com seu artigo, inclusive quem irá avaliá-lo. Por isso, é importante pensar num título de impacto e coerente com seu estudo.

Ele precisa transmitir a ideia central do trabalho e de forma clara. Cuidado para não querer exagerar na criatividade e acabar gerando interpretações ambíguas.

Mas qual é a quantidade de palavras para um título de artigo acadêmico? Especialistas costumam recomendar entre 5 a 15 palavras.

Os títulos mais curtos costumam ser mais atrativos para leitores, além de sintetizarem a ideia do texto de maneira mais objetiva do que os mais longos. Mas considere que a mensagem oferecida no título é fundamental.

4. Quantidade de palavras não significa qualidade

Por mais que um texto acadêmico exija explicações e argumentações, não significa que ele precisa conter palavras e expressões completamente dispensáveis no entendimento.

Por isso, ao escrever um artigo científico, evite palavras complexas apenas para “decorá-lo” e impressionar os leitores. Apresentar conceitos faz parte da tarefa de tornar público o estudo, mas caso precise utilizar termos técnicos, procure explicá-los.

Um artigo acadêmico de sucesso possui conteúdo com argumentos expostos de forma clara e objetiva. Escolha corretamente as palavras e termos a serem utilizados. Cuide da pontuação e procure criar parágrafos com frases até três linhas.

Além disso, você está compartilhando, por meio de um texto científico, um conhecimento que adquiriu, logo, quanto mais acessível for o conteúdo de seu artigo, mais pessoas o seu trabalho de pesquisa irá alcançar.

5. Não se assuste com as Normas ABNT

O artigo acadêmico precisa ser escrito conforme o padrão ABNT. Mas, calma! Por mais que essas Normas possam ser complexas especialmente para quem está começando a carreira acadêmica, com o tempo, você já terá boa parte delas em mente ao escrever.

As Normas ABNT são nada mais do que um padrão adotado na Academia para que os artigos possam ser compreendidos por todos, não importa a linha de atuação e nem o nível de formação acadêmica e profissional.

Felizmente, hoje existem muitos materiais disponíveis na Internet e que podem te ajudar a configurar o seu texto, de acordo com estas regras.

Inclusive, ao elencar citações, não se esqueça de anotar os dados das obras que você irá mencionar no texto, como o ano e o número da edição, além da página de onde foi retirado o trecho citado. Dessa forma, poderá evitar embaraços ao submeter seu artigo para revisão.

6. Não “mime” o seu texto, revise-o e ajuste o que for necessário

É recomendável submeter seu artigo acadêmico a um serviço de revisão e preparação de texto, para que outro olhar indique os ajustes necessários que o seu de autor pode ter deixado passar.

Mas antes de enviá-lo para revisão, é essencial reler o seu artigo pelo menos duas vezes (faça-o em voz alta). Isso irá agilizar o processo de revisão, evitando, por exemplo, a necessidade de completar informações exigidas pelas Normas ABNT ou refazer explicações que não ficaram claras.

Faça-o pensando se o seu público e profissionais de sua área irão compreendê-lo. Retire ideias repetidas, vícios de linguagem (como excessos no uso do “que”, “como”, “quanto”, dentre outros) e procure utilizar sinônimos.

Corte o que não faz sentido, nem que seja necessário reescrever partes inteiras ou reordená-las. Por mais que você esteja emocionalmente ligado a um parágrafo, palavra ou linguagem, se, na prática, esse elemento não agrega ao seu texto, é melhor retirá-lo.

7. Faça uma conclusão franca e realista

Uma boa conclusão de artigo científico precisa ser honesta. Não hesite em apontar as limitações da pesquisa e o conhecimento adquirido. Isso é sinal de maturidade científica.

Mencione também de que forma as suas descobertas podem ser aplicadas em diferentes contextos para outros pesquisadores da área.

Outra dica para um artigo de sucesso é indicar estudos que podem, futuramente, gerar desdobramentos interessantes e promissores do tema que a sua pesquisa abordou.

Assim, você vai demonstrar um compromisso com a comunidade científica ao apontar caminhos que outros pesquisadores podem explorar e dar continuidade.

Mulher jovem olhando para um laptop e escrevendo

8. Pense onde irá publicar o seu artigo

É comum que autores enviem artigos científicos para serem publicados em revistas acadêmicas especializadas, que fazem um processo de seleção.

Caso você escolha esse veículo, é importante saber qual será a revista adequada para o seu tema. Verifique as regras adotadas pelo veículo antes mesmo de elaborar o seu artigo para, dessa forma, adequar o texto desde o início.

Existem revistas que abordam diversas áreas do conhecimento, bem como revistas mais especializadas em determinado segmento. 

Se você optar pela primeira opção, é importante adequar a linguagem para um tom mais abrangente, já que o artigo será lido por profissionais de áreas diversas.

9. Tenha os ouvidos sempre abertos para lidar com sugestões e críticas construtivas

Procure trabalhar em parceria com editores e revisores, avaliando as sugestões e correções que são feitas para incrementar ou ajustar o seu texto, levando principalmente em consideração o que é importante para que seu público compreenda todos os pontos necessários da sua pesquisa.

Lembre-se que, ao produzir e publicar um artigo científico, você está compartilhando o conhecimento que adquiriu com a sua pesquisa, além de fazer um registro do seu trabalho como acadêmico.

Você é um ser humano e, por mais que se empenhe em produzir um material com a máxima qualidade, está sujeito a críticas, erros e rejeições. Nem sempre um artigo que foi submetido a uma revista, qualquer que ela seja, poderá ser selecionado de primeira.

A recusa do artigo, às vezes, pode não ter relação a alguma deficiência de seu trabalho, mas com algum atrativo que a revista, que recebe diversos trabalhos, observou em outro artigo selecionado. Isso é muito comum. Não desanime! Revise seu texto, confie no seu trabalho e procure outra revista para a publicação.

10. Que tal publicar seu artigo científico em livro?

Provavelmente, para referenciar a sua pesquisa, você precisou consultar livros acadêmicos. Por que não transformar o seu artigo em um livro, que também poderá ser utilizado por pesquisadores no futuro?

Para publicar o seu artigo acadêmico em livro, você pode ampliar o seu trabalho, incrementando novos elementos, fazendo atualizações ou um estudo mais aprofundado.

É comum também que grupos de pesquisa reúnam artigos em livros, como uma forma de registrar o trabalho da equipe.

Os livros também podem reunir coletâneas com artigos de autores que escrevem sobre a mesma temática, mas em diferentes perspectivas, ou uma obra com vários artigos de um mesmo autor.

Além de atender a demandas de estudantes e pesquisadores, o conteúdo em livro pode despertar o interesse de outras pessoas a atuarem na sua área.

O livro também ajuda a aumentar a sua relevância on-line, já que buscadores, como o Google, indexam temas e sugerem livros para quem se interessar pelo assunto.

Você pode conferir mais vantagens de publicar a sua pesquisa em livro por meio da matéria que fizemos aqui no blog.

Esperamos que essas dicas sobre como escrever um artigo científico possam te ajudar bastante na produção do seu trabalho.

Lembre-se de que, em um país que carece de Educação e onde a Ciência e a Academia têm sido desvalorizadas e demonizadas, a sua pesquisa é parte de uma nobre responsabilidade, que leva conhecimento, com credibilidade e trabalho sério.

Em outras palavras, o seu artigo não contribuirá só com profissionais da área, mas com a Ciência, a sociedade e com os sonhos de novos talentos que surgirão, seja na Academia, seja na área profissional.

Para publicar o seu artigo científico em livro e compartilhar a sua pesquisa com mais pessoas, conte com a Gênio Criador Editora e nossas condições especiais. Para saber mais sobre os nossos serviços, entre em contato clicando aqui.

Gostou? Compartilhe a matéria nas suas mídias sociais nos botões abaixo!

Fontes: Keimelion, Porvir, Esags, Hora da Facul, Scielo, Inglês Instrumental, UFMG, Artigo Científico
Fotos: Pexels

Seja um Gênio você também!

Busca