Faça a diferença e multiplique!

10 livros sobre bipolaridade

Obras abordam sobre os sintomas de transtorno bipolar, dão orientações sobre diagnóstico e tratamento, além de lições sobre o cotidiano com a doença

Por Danilo Moreira

Você sabe o que é bipolaridade?

O transtorno afetivo bipolar (TAB) ou transtorno bipolar do humor (TBH) tem como principal característica a alternância de dois estados emocionais distintos, tais como extrema tristeza e intensa euforia.

Essas flutuações de humor podem influenciar negativamente no comportamento e atitude dos pacientes, afetando a saúde mental e a qualidade de vida. Por isso, é importante procurar um médico especializado para identificar e tratar a doença.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o transtorno afetivo bipolar atinge atualmente cerca de 140 milhões de pessoas no mundo.

Para conscientizar sobre a importância da identificação e tratamento da doença, A International Society for Bipolar Disorders estabeleceu o Dia Mundial do Transtorno Bipolar, celebrado no dia 30 de março, dia de nascimento do pintor holandês Vincent Van Gogh, postumamente diagnosticado. 

Além de alertar sobre a seriedade do transtorno, a data visa incentivar ações para a aceitação da doença e eliminar o estigma social em torno, bem como promover o correto atendimento clínico e estimular o financiamento de pesquisas em torno da enfermidade.

Livros sobre transtorno bipolar

De acordo com a psicóloga Cleusa Sakamoto, as exigências da realidade, cada dia mais, colaboram para que o potencial humano se evidencie, seja para a expressão de talentos, como para a manifestação de características individuais e tendências genéticas.

“Observamos na atualidade, uma numerosa quantidade de pessoas que manifestam uma necessidade de cuidados na área da saúde física e mental”, afirma a especialista.

Neste cenário, segundo Cleusa, a informação é fundamental para que as pessoas busquem esclarecimentos e ajuda especializada.

“É preciso, definitivamente, desmistificarmos os transtornos mentais e compreendermos a importância da visão integral da pessoa, como unidade “corpo + mente + ser social”. Tendo a abordagem adequada dos problemas, as pessoas podem usufruir da qualidade de vida!”, completa a psicóloga.

Para contribuir com um assunto tão importante, a Gênio Criador Editora selecionou alguns livros sobre bipolaridade, que abordam sobre as características da doença, os tratamentos necessários, desmistifica visões e aponta caminhos para pacientes, amigos e familiares conviverem melhor com o transtorno.

Veja a seguir:

1. Transtorno Bipolar: teoria e clínica, de Flávio Kapczinski e João Quevedo (orgs.)

Escrita e organizada por especialistas, a obra traz abordagens clínicas e teóricas sobre o transtorno bipolar, de forma que seja um prático manual de consulta e referência para profissionais de saúde mental.

Os capítulos permitem uma visão rápida e concisa sobre a doença, sem deixar de ser uma leitura agradável.

Além do suporte teórico e técnico, você encontra destaques, tabelas, gráficos e esquemas visuais que permitem melhor compreensão.

O livro foi lançado pela primeira vez em 2009 pela Artmed, mas em 2016 ganhou uma nova edição com atualizações.

2. Enigma bipolar: consequências, diagnóstico e tratamento do transtorno bipolar, de Teng Chei Tung

A bipolaridade afeta pacientes e familiares na convivência cotidiana. Por isso, é comum que existam dúvidas sobre como procurar ajuda para o diagnostico e tratamento.

Por meio de uma linguagem simples e focada na abordagem de casos, a obra visa responder a pacientes e familiares todas as principais dúvidas sobre o transtorno bipolar.

Referência no assunto, o livro é de autoria do renomado psiquiatra brasileiro, Teng Chei. O especialista fala sobre o conceito de normalidade, possíveis causas do transtorno, sintomas, tipos de tratamento, medicamentos disponíveis e de que forma a família pode ajudar.

A versão que costuma ser mais encontrada nas lojas é a terceira, lançada pela MG Editores em 2007.

3. Aprendendo a viver com o transtorno bipolar: manual educativo, de Ricardo Alberto Moreno, Doris Hupfeld Moreno, Danielle Soares Bio e Denise Petresco David (orgs.)

Outro livro sobre transtorno bipolar que visa dar bastante suporte a pacientes, familiares e amigos sobre como lidar com a doença.

De forma didática, a publicação esclarece sobre o transtorno e como se dão as suas manifestações, fornecendo orientações sobre como conviver com a doença.

Para ilustrar as dicas, a obra mostra situações normalmente ser vividas por indivíduos e responde algumas perguntas que costumam ser feitas tanto pelos pacientes quanto por pessoas que convivem com eles.

A publicação foi lançada pela Artmed, em 2015.

4. Transtorno bipolar na infância e adolescência: aspectos clínicos e comorbidades, de Lee Fu-I e Miguel Angelo Boarati (orgs.)

Ainda que o transtorno bipolar acometa mais a adultos entre 20 e 30 anos, a manifestação em crianças e adolescentes vem chamando cada vez mais a atenção de profissionais e pesquisadores que trabalham com essa faixa etária.

Assim, como aponta o título, os especialistas trazem destacados profissionais brasileiros para falar sobre o transtorno bipolar na infância e adolescência, trazendo dados e informações atualizadas.

Os organizadores fazem parte do serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência, do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (IPq-HC-FMUSP).

O livro foi publicado em 2009 pela Artmed.

5. Temperamento forte e bipolaridade: dominando os altos e baixos do humor, de Diogo Lara

Existem pessoas que são conhecidas pelo “temperamento forte” e seu jeito marcante de se comportar e reagir perante as situações.

O livro mostra a influência do temperamento e do humor em nossa vida, trazendo elementos para diferenciar o temperamento forte das manifestações de transtorno bipolar, ajudando a identificar os sintomas desta.

bipolaridade

Lara também alerta sobre possíveis diagnósticos de depressão, ansiedade e déficit de atenção, que podem ser confundidos com bipolaridade leve e serem tratados incorretamente. Além disso, faz reflexões sobre nosso estilo de sociedade e como ele influencia em nossa saúde mental.

A edição que costuma ser mais encontrada é a décima, lançada em 2009 pela Editora Benvirá.

6. Parafusos: mania, depressão, Michelangelo e eu: memórias em quadrinhos, de Ellen Forney

Pouco antes dos 30 anos, a educadora e cartunista norte-americana Ellen Forney foi diagnosticada com transtorno bipolar.

Como uma forma de lidar com a doença, Ellen passou a pesquisar sobre outros artistas e escritores que também possuíam transtornos de humor, como Vincent van Gogh, Georgia O’Keeffe, William Styron e Sylvia Plath.

O resultado é esta HQ (história em quadrinhos) que trata sobre a sua luta e traz algumas informações sobre o transtorno.

A obra foi publicada no Brasil em 2014 pela WMF Martins Fontes, com tradução de Marcelo Brandão Cipolla.

7. TAB: Transtorno Afetivo Bipolar, de Kay Redfield

Na obra, a psiquiatra e pesquisadora norte-americana relata sobre a descoberta do quadro de transtorno afetivo bipolar em sua vida.

Dessa forma, nesse livro de memórias, ela mescla o seu conhecimento técnico sobre o assunto com suas experiências pessoais acerca da doença, por meio de uma narrativa, com o olhar de quem vivencia o transtorno todos os dias.

O livro se tornou sucesso de público, vendendo mais de dois milhões de exemplares em todo o mundo.

No Brasil, a obra foi lançada em 2021 pela Darkside Books, com tradução de Claudio Carina.

8. Da cor da dor: um mergulho profundo nas águas do transtorno afetivo bipolar, de Roberto Massoni

O autor compartilha sua vivência com o transtorno bipolar e fornece dicas de como conviver com ela.

Ele comenta sobre sinais a serem observados, qual tipo de ajuda procurar para fazer o diagnóstico, a importância do apoio da família e dos amigos, além de abordar sobre a necessidade de buscar um canal para que o paciente possa expressar os seus sentimentos. No caso dele, foi a arte.

Além de proporcionar elementos que ajudam a compreender o transtorno, Massoni também mostra que, pelo fato de sermos pessoas singulares e diversas, cada portador vivencia “as cores e dores” do seu viver.

O livro foi lançado em 2021 pela Editora FiloCzar.

9. Crônicas de um bipolar, de Marcelo C. P. Diniz

A obra é uma coletânea de crônicas em que o publicitário carioca relata, de forma bem-humorada, como sua bipolaridade influencia na sua vida.

O livro tenta tirar o foco dos aspectos depressivos da doença e quebrar estereótipos, mostrando um pouco do seu dia a dia entre crises e períodos de maior controle do seu transtorno bipolar.

O ator narra aspectos de sua trajetória pessoal e profissional, como sua passagem por agências de publicidade, seus investimentos empreendedores, os processos criativos e até fatos inusitados, como o registro do cometa Halley em seu nome e o resgate de um carro roubado no Complexo do Alemão.

A obra foi lançada em 2010 pela Editora Record.

10. Vencendo a Mente: como uma executiva de sucesso superou o transtorno bipolar, de Dyene Galantini

Com uma vida equilibrada, casamento feliz, bom emprego e talento reconhecido, Dyene Galantini tem grandes desafios: estabilizar sua bipolaridade e superar crises de depressão.

Por meio do livro, a autora compartilha a sua história, contando sobre o diagnóstico, o tratamento e superação do transtorno bipolar.

Com seu relato, Dyene, que possui um histórico de atuação em iniciativas voltadas para pacientes com doenças mentais, visa auxiliar pacientes e familiares na busca por qualidade de vida e inclusão no que diz respeito ao transtorno.

No Brasil, a obra foi lançada pela Mind Duet Comunicação e Marketing em 2017.

Esperamos que essa lista seja útil para você saber mais sobre o transtorno afetivo de bipolaridade, seja para fins de pesquisa, como paciente ou alguém de convívio próximo com quem possui a doença.

Gostou? Compartilhe nas suas mídias sociais nos botões abaixo!

Fontes: Drauzio Varela, Ministério da Saúde, Abrata

Seja um Gênio você também!

Busca