Gênio Criador

Confira mais brincadeiras para a diversão das crianças

Desperte seu Potencial

 Voltar Confira mais brincadeiras para a diversão das crianças

Por Danilo Moreira

Continuando a nossa sequência, selecionamos mais brincadeiras publicadas no portal da Revista Nova Escola e na Folha de S. Paulo para aproveitar as férias de julho. As brincadeiras são em grupo e servem para estimular a socialização das crianças.

Taco

Forme duas duplas, na qual um integrante será um rebatedor, que segura um taco de madeira, e o outro será o arremessador. Eles ficam dispostos em um círculo desenhado no chão, que será a base. No centro desta área ficará uma garrafa plástica (ou latinha de refrigerante, por exemplo) com um pouco de areia dentro. Quem arremessa deve tentar derrubar a garrafa do time adversário jogando uma bolinha de borracha (ou de tênis) com a mão. O rebatedor do outro time tem a missão de não deixar que ela seja acertada.

Caso o recipiente seja derrubado, o time que arremessou marca ponto. Se o rebatedor conseguir defendê-la ou se a bola não acertar a garrafa, quem jogou deve correr para pegá-la e voltar para a sua base. Enquanto isso, os outros adversários correm, fazendo um "oito" nas duas bases e, quando se encontram, batem as mãos. Se conseguirem dar a volta completa sem que o arremessador tenha voltado para seu lugar de origem, ganham um ponto. O time que primeiro completar cinco ou mais pontos vence a partida. Em seguida, para recomeçar o jogo, as funções são invertidas, e os rebatedores vai para o arremesso e vice-versa.

brincadeiras-regionais-sul-taco

Em algumas localidades do país a brincadeira possui outros nomes, como casinha, castelo ou tacobol.

Roubo da Melancia

O ladrão quer levar todas as melancias da plantação. Uma das crianças é o meliante, enquanto as outras são as frutas, que ficam agachadas no chão. Quando abordadas pelo ladrão, elas dão o braço e o acompanham até uma área demarcada. O dono da plantação, bem como seu cão, ambos interpretados por participantes da brincadeira, precisam rondar as frutas e evitar que elas sejam levadas. As melancias salvas voltam para a plantação e podem ser novamente capturadas pelo ladrão.

roubo-da-melancia

O jogo acaba quando o ladrão consegue levar todas as melancias para o seu lado. Caso seja um adulto participando da brincadeira, ele assume o papel deste personagem, carregando as melancias no colo.

Barra-Manteiga

Os participantes devem formar dois times que ficam em fila, frente a frente e com as mãos estendidas. Um membro de uma equipe vai até a outra e começa a bater nas mãos de um por um, como se passasse manteiga no pão, enquanto todos cantam alguma canção à escolha.

barra-manteiga

Quando a música termina, o integrante que estiver prestes a ter sua mão tocada deve tentar retirar a mão antes de receber o chamado “passa manteiga”. Se conseguir, sua equipe ganha. Em caso negativo, a criança precisa correr atrás de quem bateu. Se o pegar, o ponto é do seu time, ou se não tiver sucesso, quem marca é o adversário.

Céu e terra

Uma linha é desenhada no chão. Um lado do risco será o céu e o outro será a terra. As crianças fazem uma fila em cima desta linha e escolhem alguém para comandar a brincadeira. Esse jogador fica fora do desenho e diz "céu" ou "terra", na ordem em que quiser.

q5y5ezixgns 2 

Cada vez que ele pronunciar "céu", os participantes precisam pular para o lado da linha onde está o céu. Já ao disser "terra", todos pulam para o lado da terra. Quem errar sai da brincadeira até sobrar um participante, que é o vencedor.

Caiu na Rede é Peixe

Uma pessoa é escolhida para ser o pegador enquanto os demais participantes ficam espalhados. A brincadeira se inicia quando o escolhido corre atrás dos demais enquanto estes fogem. Quem for tocado pelo pegador passa a ficar de mão dada com ele, formando uma corrente que passa a correr na direção dos demais para cercá-los e pegá-los também. O último que consegue escapar ganha.

brincadeiras-regionais-sul-caiu-rede-peixe

Por meio do brincar, a criança aprimora o seu desenvolvimento e criatividade, além de experimentar o mundo, organizar emoções, aprender regras, bem como a importância de saber ganhar e perder. Ela também elabora sua autonomia e aprende a se socializar e cooperar de forma divertida e lúdica com outras crianças. Para os pais, tios, avós e primos, também é uma ótima oportunidade de vivenciar momentos inesquecíveis em família. Por isso, aproveite nossas dicas e divirta-se!

Fontes: Revista Nova Escola, Folha de S. Paulo
Foto: Reprodução



 Voltar